Índices dos EUA fecham em baixa por temores sobre zona do euro

Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta sexta-feira, com a intensificação da crise da dívida na zona do euro incentivando temores de que a Espanha pode precisar de um resgate, o que levou traders a realizar os lucros acumulados nos últimos três dias.

EDWARD KRUDY, Reuters

20 de julho de 2012 | 18h07

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,93 por cento, para 12.823 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 1,01 por cento, para 1.362 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 1,37 por cento, para 2.925 pontos.

Na semana, no entanto, o Dow Jones acumulou ganho de 0,4 por cento, o S&P avançou 0,4 por cento e o Nasdaq teve oscilação positiva de 0,6 por cento.

Ações de bancos, sensíveis a sinais de perigo na Europa, estiveram entre as de piores performances. O índice bancário KBW caiu 1,9 por cento, acumulando perdas de 2,3 por cento na semana. A Ação do Morgan Stanley recuou 3,5 por cento para 12,78 dólares.

A região de Valencia, que já fez uso de várias linhas de crédito do governo no primeiro semestre para quitar dívidas, ainda precisa pagar 2,85 bilhões de euros até o final do ano. Esse valor não é imenso, mas investidores estão preocupados a respeito da estabilidade geral do país e de seu sistema bancário.

"Não queremos ver um resgate espanhol completo se não houver necessidade", disse o estrategista-chefe de investimentos do Windham Financial Servies, Paul Mendelsohn. "Talvez o mercado esteja apenas reagindo exageradamente, mas hoje em dia, você nunca tem certeza".

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.