Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Índices em NY caem com temores por dívidas soberanas

Os principais índices das bolsas nova-iorquinas tiveram queda de mais de 1 por cento na segunda-feira. Temores quanto às dívidas soberanas nos Estados Unidos e na Europa e o aperto monetário na China afetaram as projeções para o crescimento econômico mundial.

RYAN VLASTELICA, REUTERS

20 de abril de 2011 | 14h59

O Dow Jones recuou 1,14 por cento, para 12.201 pontos. O Standard & Poor's 500 registrou declínio de 1,10 por cento, para 1.305 pontos. O Nasdaq caiu 1,06 por cento, para 2.735 pontos.

No entanto, as ações se distanciaram de suas mínimas na sessão, na medida em que alguns analistas afirmaram que a onda de vendas havia se estendido demais. Porém, a queda ainda foi a maior em um mês.

A Standard & Poor's colocou o rating dos Estados Unidos em perspectiva negativa devido a uma previsão fraca de Orçamento, enquanto a China tomou medidas adicionais para refrear a liquidez.

Enquanto isso, os mercados financeiros ficam cada vez mais convencidos de que a Grécia precisará renegociar os termos de sua dívida pública, embora oficiais gregos neguem a iminência de alguma forma de renegociação.

Quatro ações caíram para cada uma que avançou na Bolsa de Nova York e na Nasdaq. Por outro lado, a reação do mercado de títulos do Tesouro norte-americano e do dólar foi mais contida.

"O comportamento do mercado de títulos sugere que podemos ter uma recuperação no valor das ações, pelo menos um relativo às notícias da S&P", disse o estrategista-chefe de mercado da Columbia Management, David Joy, que gerencia 427 bilhões de dólares, em Boston.

O índice de volatilidade CBOE subiu 10,7 por cento após ter avançado inicialmente 24,5 por cento, seu maior salto diário percentual desde 22 de fevereiro.

"Estamos um pouco surpresos com o patamar do VIX assim tão baixo, já que os riscos de mercado aumentaram", disse Joy.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.