Indústria de SP impulsionou nível recorde da população ocupada, diz IBGE

O setor industrial paulista representa 48% do total da população ocupada na indústria nas seis regiões metropolitanas do País

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

26 de agosto de 2010 | 11h37

A indústria de São Paulo foi um dos setores que mais ajudaram a impulsionar o recorde no patamar de população ocupada no mercado de trabalho em julho, que foi de 22,0 milhões de pessoas. Segundo o gerente da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), Cimar Azeredo, o setor industrial paulista representa 48% do total da população ocupada na indústria nas seis regiões metropolitanas do País. No total da população ocupada, a participação dos trabalhadores de São Paulo é de 40%.

A taxa de desemprego em São Paulo recuou de 7,4% para 7,2% de junho para julho. O número de trabalhadores na região metropolitana paulista cresceu 1,1%, no período, para 9,29 milhões - um acréscimo de 104 mil novas vagas. De acordo com Azeredo, na indústria em São Paulo, a população ocupada cresceu 4,1% no mês passado ante o mês anterior, para 1,9 milhão de pessoas, ou seja, um adicional de 76 mil vagas.

"A indústria de São Paulo foi a que mais sofreu com a crise, com a eliminação de postos de trabalho nas fábricas", lembrou o economista, acrescentando que o cenário mostrado pela região metropolitana em julho refletiu basicamente o cenário nacional, tendo em vista o peso da região no cálculo de dados sobre mercado de trabalho. "São Paulo tem um 'efeito farol': o que acontece ali, acaba por direcionar o cenário nacional. O mercado de trabalho em São Paulo está vigoroso", concluiu. 

Tudo o que sabemos sobre:
PMEindústriaemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.