Inflação ao produtor nos EUA sobe 0,8% em janeiro

 Alta foi conduzida pelo aumento dos preços da energia

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

16 de fevereiro de 2011 | 12h03

Os preços ao produtor dos EUA aumentaram para seu patamar mais alto em mais de dois anos em janeiro, o que pode levantar preocupações sobre a inflação, à medida que a economia do país cresce. Segundo o Departamento de Trabalho, o índice de preços ao produtor (PPI) subiu 0,8% em janeiro, em termos sazonalmente ajustados, na comparação com dezembro, conduzido pelo aumento dos preços da energia.

O núcleo do PPI, que exclui os preços voláteis da energia e dos alimentos, avançou 0,5% em janeiro.

Os economistas entrevistados pela Dow Jones tinham previsto altas de 0,9% no PPI e de 0,2% do núcleo do índice.

O aumento do PPI em janeiro foi o maior desde outubro de 2008, quando o índice subiu 0,8%.

Em bases anuais, o PPI subiu 1,6% em janeiro, em linha com o mandato de estabilidade de preços do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

Os preços da energia avançaram 1,8% em janeiro, em relação a dezembro, devido à alta dos preços da gasolina e do diesel. Já os preços dos alimentos aumentaram somente 0,3% no mês passado.

Os preços das matérias-primas aumentaram 3,3% em janeiro, em comparação com o mês anterior.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPPIinflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.