Invepar pode abrir capital, diz presidente

O diretor presidente da Invepar, Gustavo Nunes da Silva Rocha, afirmou nesta quinta-feira que está nos planos da empresa abrir o capital. O executivo, no entanto, não estabeleceu um prazo mas disse que a companhia começa a se preparar para ir ao Novo Mercado e tem levado a "governança corporativa muito a sério". "Queremos participar ativamente do boom de infraestrutura no Brasil", disse. Ele considera que o Brasil precisa desenvolver o seu mercado de capitais, por ser ainda muito dependente do BNDES. A Invepar foi a ganhadora do leilão do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 13h09

Para o executivo, o setor no Brasil, embora tenha evoluído ao longo dos últimos anos, precisa hoje da parceria público privada. "Existe uma complementaridade de competências", afirmou no 22º Congresso da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado (Apimec). "Hoje tem um conjunto de todos os entes remando na mesma direção para destravar alguns nós."

Silva Rocha disse ainda que a Invepar acredita nas concessões dos aeroportos e admitiu que a empresa terá um grande desafio pela frente em Guarulhos. "Iremos mais do que dobrar o que existe em Guarulhos hoje em dois anos", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
inveparabertura de capital

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.