Invepar reitera interesse em projetos de mobilidade

O diretor financeiro da Invepar, Marcos Rocha, reiterou nesta terça-feira o foco de interesse da companhia em projetos de mobilidade urbana, rodovias e aeroportos. De acordo com Rocha, a companhia mantém a intenção de participar da licitação dos aeroportos de Confins (MG) e Galeão (RJ), muito embora, pelas regras anunciadas, os acionistas dos aeroportos concedidos à iniciativa privada (Guarulhos, na Grande São Paulo, Viracopos, em Campinas, no interior paulista, e Brasília) não poderão participar da disputa, e a companhia tem participação em Cumbica.

LUCIANA COLLET, Agencia Estado

16 de abril de 2013 | 15h37

"Só posso comentar isso quando saírem os documentos da licitação", disse, referindo-se à proibição de participação. "Se for permitido, participaremos do processo", acrescentou. Pelo cronograma apresentado pelo governo federal, os documentos relacionados ao leilão dos dois aeroportos deverão ser submetidos à aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU) e a audiências públicas entre maio e junho, enquanto a publicação do edital está prevista para agosto, com a realização da disputa em setembro. No total, estão previstos investimentos de R$ 11,4 bilhões nos dois aeroportos.

Tudo o que sabemos sobre:
Inveparleilãoaeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.