Investimento do setor de leite longa vida totalizará R$ 1 bi em 2011

Além disso, a indústria brasileira do setor prevê crescimento de 4% nas vendas neste ano, na comparação com 2010, com um volume comercializado de 5,7 bilhões de litros

Suzana Inhesta, da Agência Estado,

28 de setembro de 2011 | 18h25

A Associação Brasileira da Indústria de Leite Longa Vida (ABLV) prevê que as empresas do setor aportem R$ 1 bilhão neste ano. Segundo o presidente da associação, Laércio Barbosa, os recursos - um recorde na história do setor - serão utilizados na construção de novas fábricas, no aumento da capacidade industrial já existente, modernização, pesquisa e desenvolvimento de produtos, marketing e comunicação. "Não há uma região específica para a aplicação dos investimentos; serão todas as regiões do País e todos os portes de empresas", disse o executivo.

A indústria brasileira de leite longa vida prevê um crescimento de 4% nas vendas neste ano ante 2010, com um volume comercializado de 5,7 bilhões de litros. O faturamento deve ser 10% maior, chegando a um montante superior a US$ 10 bilhões.

Segundo Barbosa, os principais fatores que impulsionarão esse crescimento são a entrada de novos consumidores, por conta do aumento de renda da população e a demanda dos consumidores atuais, que querem produtos diferenciados. Atualmente, o leite longa vida está presente em 85% dos lares brasileiros e representa 76% do volume de leite fluido (que inclui o pasteurizado, em pó para varejo e UHT) consumido no País. A ABLV estima que o consumo per capita de leite longa vida deverá chegar a 51 litros/ano. A entidade espera um aumento do consumo de 2% acima do crescimento da população brasileira. Em 1994, por exemplo, o consumo per capita de leite longa vida era de 31 litros/ano.

Questionado sobre a qualidade do produto nacional, Barbosa afirmou que, após a crise de 2007, quando foram denunciados casos de soda caustica no produto comercializado, o País aprendeu a "lição". Atualmente, segundo dados da ABLV, o total de lácteos produzidos no País é de 30 bilhões de litros/ano, dos quais 20 bilhões de litros são inspecionados. Desses produtos inspecionados, 30% são de leite longa vida, ou seja, todo o volume produzido do produto. "Por isso podemos dizer que hoje o leite longa vida brasileiro tem uma qualidade de 100%", enfatizou Barbosa. 

Tudo o que sabemos sobre:
leitelonga vida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.