Investimento estrangeiro direto em outubro soma US$ 4,5 bi, diz Altamir

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central prevê para o fechamento do mês um saldo positivo de US$ 5 bilhões

Fabio Graner e Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

25 de outubro de 2010 | 11h23

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, informou há pouco que o fluxo de investimento estrangeiro direto para o Brasil em outubro até hoje somou US$ 4,5 bilhões. Ele prevê para o fechamento do mês um saldo positivo de US$ 5 bilhões. Com o desempenho de outubro e também com os fortes ingressos verificados em setembro, Altamir avaliou que nesse final do ano começaram a aparecer os investimentos que a autoridade monetária havia previsto no início do ano, mas que ainda não tinham se concretizado.

O ingresso de investimento estrangeiro direto (IED) somou US$ 5,391 bilhões em setembro, segundo dados divulgados há pouco pelo Banco Central, montante que superou por margem ampla o teto das previsões (US$ 3,7 bilhões).

O técnico do BC também projetou em US$ 3,8 bilhões o déficit na conta corrente no balanço de pagamentos do mês de outubro. Em relação ao resultado de setembro, deficitário em US$ 3,850 bilhões,  Altamir afirmou que o resultado negativo foi puxado por remessas relativas a viagens e aluguel de equipamentos, mas destacou que houve uma acomodação nas remessas de lucros e dividendos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.