Investimento Estrangeiro Direto sobe 10,6% e soma US$ 4 bi em maio

No acumulado do ano, o saldo de IED é de US$ 26,9 bilhões, o equivalente a 2,74% do PIB

Fábio Graner e Renata Veríssimo, da Agência Estado,

27 de junho de 2011 | 11h09

O ingresso de Investimento Estrangeiro Direto no Brasil somou, em maio, US$ 3,970 bilhões, de acordo com dados divulgados há pouco pelo Banco Central. O montante foi 10,6% superior ao registrado em igual mês de 2010. No acumulado do ano, o saldo de IED é de US$ 26,955 bilhões, o equivalente a 2,74% do PIB.

Em igual período do ano passado o saldo de IED foi de US$ 11,330 bilhões, o correspondente a 1,33% do PIB. Nos 12 meses encerrados em maio, o saldo de IED é de US$ 64,063 bilhões, o correspondente a 2,88% do PIB.

Ações

Os investimentos estrangeiros em ações somaram, em maio, US$ 1,684 bilhão de acordo com dados divulgados há pouco pelo Banco Central. Em igual período do ano passado, houve saída de US$ 473 milhões. Os investimentos em ações negociadas no País foram positivos em US$ 1,707 bilhão, enquanto os ADRs tiveram saldo negativo de US$ 23 milhões.

No acumulado do ano, os investimentos em ações totalizam saldo positivo de US$ 3,370 bilhões, menos da metade dos US$ 8,099 bilhões de janeiro a maio de 2010. No ano, o saldo de investimentos em ações negociadas no País é US$ 3,833 bilhões e o de ADRs é negativo em US$ 463 milhões.

Os investimentos externos em renda fixa somaram, em maio, US$ 1,799 bilhão, ante US$ 4,029 bilhões em igual mês do ano passado. Os investimentos em títulos negociados no País foi positivo em US$ 424 milhões e, no exterior, em US$ 1,376 bilhão.

No acumulado do ano, o investimento em renda fixa somou US$ 8,750 bilhões, volume 27,6% menor do que o registrado em igual período do ano passado. Os investimentos em renda fixa negociados no País têm saldo negativo de janeiro a maio, de US$ 731 milhões, enquanto os transacionados no exterior têm saldo positivo de US$ 9,481 bilhões.

O chefe do departamento econômico do Banco Central, Túlio Maciel, informou há pouco que os investimentos estrangeiros em ações em junho até hoje estão negativos em US$ 1,120 bilhão. Considerando-se apenas o investimento em ações negociadas no País por investidores externos é negativo em US$ 1,143 bilhão no mesmo período.

Já os investimentos externos em títulos de renda fixa negociados no País têm saldo positivo de US$ 371 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
investimento estrangeiroIED

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.