IPA agrícola deve voltar a pressionar o IGP-M, prevê FGV

São Paulo, 28 - O Índice de Preços por Atacado (IPA) dos produtos agrícolas voltará a pressionar mais o Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M) de julho, de acordo com o coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros. Para ele, o intervalo de safra de alguns produtos de peso importante no indicador geral, como a soja, trará a retomada das elevações de preços dos itens relacionados."Fatores atuais, como o término de safra de alguns produtos e até os preços de commodities internacionais devem trazer uma aceleração nos preços deste segmento", observou Quadros. "Em junho, os agrícolas inverteram a tendência de maio, quando estavam em queda, e passaram a ajudar a inflação a ficar um pouco mais alta", avaliou.A soja é o maior exemplo citado por Quadros. Em junho, o preço do produto em grãos já subiu 2,82%, ante uma queda de 2,40% em maio. Por conta do peso, foi o item que mais contribuiu para a alta do IPA no mês.Outros itens do segmento destacados pelo coordenador que podem pressionar o IPA de julho são o leite in natura, que já subiu 6,64% em junho, repetindo a alta de maio; o item ovos, que avançou 8,81% ante queda de 10,25%; e a carne bovina, que subiu 2,33% ante 0,09% em maio.Indagado se haveria uma estimativa para o IPA, Quadros evitou divulgar um número exato. "O IPA deve crescer mais que a variação de 0,01% de junho. Uma projeção exata seria um exercício de futurologia", disse, em virtude da complexidade do indicador componente do IGP-M.

Flavio Leonel

15 de julho de 2007 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.