IPO da Mineração Usiminas não ocorrerá no curto prazo

Segundo presidente da Usiminas, 'outra forma mais inteligente de agregar valor' também pode ser encontrada

Chiara Quintão, da Agência Estado,

29 de julho de 2010 | 16h12

O presidente da Usiminas, Wilson Brumer, reiterou que a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Mineração Usiminas não ocorrerá no curto prazo. "Se o IPO for realizado, não será no curto prazo. Poderemos encontrar também outra forma mais inteligente de agregar valor", disse o executivo. No fim de junho, ao comentar o anúncio da criação da Mineração Usiminas, Brumer disse que não havia data definida para uma eventual abertura de capital da empresa de mineração.

Nesta quinta-feira, 29, o presidente da Usiminas voltou a dizer que a prioridade em relação à empresa de mineração já era a busca de um parceiro. No fim de junho, a Usiminas anunciou a criação da Mineração Usiminas e que a Sumitomo terá 30% de participação na empresa.

Brumer ressaltou que a Usiminas mantém o objetivo de alcançar autossuficiência em minério de ferro, embora tenha afirmado que as unidades de Ipatinga "serão sempre supridas preferencialmente pelo minério da Vale", na medida em que estão na rota da estrada de ferro da mineradora. "Mas quando produzirmos 29 milhões de toneladas de minério em 2015 e exportarmos parte do total, teremos uma proteção natural", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
UsiminasIPOmineraçãoofertaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.