Itália apresenta novo pacote de reformas

Itália prometeu reformar parcialmente seu sistema de previdência, acelerar a venda de ativos estatais e flexibilizar leis trabalhistas para facilitar demissões

Hélio Barboza, da Agência Estado,

27 de outubro de 2011 | 07h37

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, prometeu implementar um novo pacote de reformas, esboçado em uma carta de intenções apresentada aos líderes europeus em uma reunião de cúpula nesta quarta-feira. "Se não respeitarmos esses compromissos, nunca mais teremos credibilidade", disse Berlusconi ao fim da longa reunião, que só terminou na manhã desta quinta-feira.

O pacote italiano foi saudado pelos líderes da zona do euro em sua declaração final, mas eles pediram um "prazo ambicioso" e uma implementação rígida das medidas.

Na carta, muito aguardada, a Itália prometeu reformar parcialmente seu sistema de previdência, acelerar a venda de ativos estatais visando a uma receita de € 5 bilhões por ano nos próximos três anos e flexibilizar leis trabalhistas para facilitar demissões.

Berlusconi também reiterou a promessa chave de equilibrar o orçamento do país em 2013 e reconheceu que, apesar de ter conseguido a aprovação de um pacote de austeridade de € 120 bilhões, seu governo ainda tem de enfrentar uma pesada carga de endividamento e uma estagnação econômica. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BerlusconiItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.