Itália conseguirá realizar consolidação fiscal, diz ministro alemão

Segundo Wolfgang Schaeuble, do Ministério das Finanças, especulação sobre dívida italiana pode ser melhor explicada por processo de tomada de decisão, do que por fatores econômicos

Gabriel Bueno, da Agência Estado,

20 de setembro de 2011 | 17h15

O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, escreveu que está confiante de que a Itália irá convencer os mercados realizando uma consolidação fiscal, segundo trechos divulgados de um artigo que será publicado nesta quarta-feira, 21, no jornal alemão Berliner Zeitung.

"Nós esperamos firmemente que o governo da Itália entregará uma implementação resoluta e rápida do pacote de consolidação recentemente aprovado", afirmou Schaeuble, segundo o diário.

A especulação nos mercados em relação à dívida soberana da Itália pode ser melhor explicada pelo mecanismo do processo de tomada de decisão, mais que por fatores econômicos, acrescentou Schaeuble.

Os comentários vêm a público após a agência Standard & Poor's rebaixar, na segunda-feira, o rating de longo prazo da dívida soberana da Itália para A, de A+, e o rating de curto prazo para A-1, de A-1+, atribuindo perspectiva negativa para ambos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.