Itália pode recriar imposto que havia sido extinto, diz jornal

Além disso, o novo governo avalia um possível novo aumento do imposto sobre valor agregado

Danila Rossetto, da Agência Estado,

21 de novembro de 2011 | 07h58

O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, estuda o restabelecimento do ICI (imposto sobre primeiras residências), que foi abolido pela administração anterior, em 2008, como parte de um primeiro pacote de medidas de austeridade que visam revigorar a economia do país, informou a edição eletrônica desta segunda-feira do jornal La Repubblica.

Além disso, o novo governo avalia um possível novo aumento do imposto sobre valor agregado, diminuindo ao mesmo tempo o imposto de renda dos trabalhadores e das empresas, acrescentou o jornal. O premiê avalia ainda possíveis liberalizações de alguns setores para reestruturar a economia italiana.

Monti deve apresentar as novas medidas não antes de 9 de dezembro, segundo o La Repubblica. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaMontiimposto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.