Itaú negocia compra de empresa de cartões do Fator e Unimed, dizem fontes

Itaú nega o negócio, mas admite que está negociando parceria com as empresas para emitir cartão de crédito co-branded, explorando a marca Unimed

Altamiro Silva Junior, da Agência Estado

20 de janeiro de 2011 | 18h46

O Banco Itaú negocia a compra de uma participação na administradora de cartões de crédito UBR, criada pelo Banco Fator e pela Unimed. As negociações começaram no final de 2010 e estão avançadas, apurou a Agência Estado com duas fontes próximas. Pelas negociações, o Itaú deve ficar com 35% da UBR.

A administradora foi criada no final de 2009 com objetivo de oferecer esse meio de pagamento para o setor de saúde. Pelo acordo feito na época, o Fator ficou com 50% da empresa e a Unimed com os outros 50%. Quem está vendendo a participação é o Banco Fator, que após a conclusão das negociações deve ficar com 15% da administradora. A Unimed permanece com os 50%.

Procurados pela Agência Estado, o Banco Fator disse que não comentaria o assunto. Em comunicado, o Itaú negou a compra, mas disse que está negociando com Unimed e Banco Fator uma parceria para passar a emitir cartão de crédito co-branded, explorando a marca Unimed.

A entrada do Itaú na sociedade foi a forma encontrada pelo banco, maior emissor de cartões no Brasil, com 25,7 milhões de plásticos, para oferecer essa modalidade ao setor de saúde. O segmento é praticamente inexplorado pelo setor de cartões, que apesar do crescimento anual de mais de 20% do mercado desde 2000, ainda não conseguiu entrar em consultórios, clínicas e hospitais. As credenciadoras Redecard e Cielo estão tentando cadastrar médicos, dentistas e clínicas. Alguns aderiram, mas a maioria do setor de saúde não aceita cartão de crédito.

A UBR foi a primeira iniciativa para tentar entrar nesse mercado. Só a Unimed tem 17 milhões de clientes, espalhados por vários Estados brasileiros e 109 mil médicos conveniados. A ideia é justamente oferecer cartões de crédito para esse público, que pode usar o plástico na rede credenciada e fora dela. Para isso, o Fator e a Unimed fizeram parceria com a bandeira americana MasterCard. No lançamento da empresa, em novembro de 2009, a meta desenhada para três anos era emitir 2 milhões de cartões. Para processar as transações, a UBR fechou acordo com a CSU CardSystem.

A Unimed é formada por 373 cooperativas médicas e está presente em 83% do território nacional. Segundo seu site, a empresa detém 37% do mercado nacional de planos de saúde. Dados da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) mostram que 45 milhões de brasileiros têm um plano de saúde.

Texto atualizado às 20h10

 
Tudo o que sabemos sobre:
ItaúFatorUnimedcartões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.