Itaú permanece na liderança de marcas mais valiosas do País

Instituição financeira é seguida por Bradesco, Petrobrás, Banco do Brasil e Skol; pela primeira vez, cinco primeiras marcas na lista da Interbrand são as mesmas do ano anterior 

Economia & Negócios,

09 de junho de 2011 | 15h38

Itaú, Bradesco, Petrobrás, Banco do Brasil e Skol lideram pelo segundo ano seguido o ranking das 25 Marcas Brasileiras Mais Valiosas de 2011, divulgado nesta quinta-feira, 9, pela Interbrand. As cinco marcas representam juntas quase 75% do valor de toda a lista, que é de quase R$ 92 bilhões. Veja a lista completa de valores abaixo.

"Essa concentração é um sinal de maturidade destas marcas e dos gestores responsáveis por elas. Sempre fomos um País com muitas empresas valiosas, mas poucas marcas valiosas. Aos poucos, este cenário vem mudando e as marcas brasileiras começam a atingir valores expressivos", disse o diretor geral da Interbrand no Brasil, Alejando Pinedo. Segundo ele, no entanto, para que as cinco marcas possam figurar na lista global, elas ainda precisam investir em consistência, visibilidade, reconhecimento e presença internacional.

Segundo a Interbrand, como nas edições anteriores, a maioria dos nomes que a agência acompanhou se valorizou. Neste ano, porém, o ranking brasileiro mudou de patamar. Em 2010, a "nota de corte" do ranking foi R$ 87 milhões, enquanto neste ano, a vigésima quinta colocada, vale R$ 209 milhões. Esse dado aponta para o crescimento da economia brasileira e o amadurecimento das marcas. Além disso, o ranking reflete a consolidação de grandes fusões e aquisições e o fortalecimento de algumas categorias como, por exemplo, a entrada de novos players do varejo - o setor revelação de grandes empreendedores nacionais e reconhecido pela autenticidade no estilo de gestão ganha evidência este ano.

Mais uma vez os três maiores bancos do país estão entre as cinco marcas mais valiosas do ranking. "O desempenho acima da media durante a crise mundial e o "momento Brasil" formam um contexto muito favorável para que os players fortaleçam sua participação internacional e com isso o mundo possa pensar em um banco global de origem brasileira" afirma Alejandro Pinedo.

Como em 2010, os setores de commodities permanecem impactados fortemente pela crise mundial, porém empresas que apostaram em suas marcas estão demonstrando grande capacidade de resposta e recuperam valor mais facilmente. Um exemplo é a Vale que volta a figurar com força entre as 25.

Para chegar a esses resultados a Interbrand examina o desempenho financeiro das marcas, medindo a capacidade de capturar a preferência dos consumidores e a probabilidade de geração de receitas futuras. Para entrar no ranking, as marcas devem atender alguns critérios básicos: ser originária do Brasil, ser listada em Bolsa de Valores ou publicar informações contábeis e financeiras, fornecer informações suficientes para a identificação da receita individual de suas marcas, gerar EVA positivo (geração de valor do negócio uma vez que a empresa remunera todo o capital investido na operação) e ser amplamente reconhecida nos seus principais mercados.

 MARCAS VALOR CRESCIMENTO
 Itaú R$ 24,296 bilhões 18%
 Bradesco R$ 13,633 bilhões 10%
 Petrobrás R$ 11,608 bilhões 7%
 Banco do Brasil R$ 11,309 bilhões 8%
 Skol R$ 7,277 bilhões 10%
 Natura R$ 5,666 bilhões 22%
 Brahma R$ 4,351 bilhões 21%
 Vale R$ 2,656 bilhões Não estava no ranking anterior
 Antarctica R$ 2,013 bilhões 15%
 Vivo R$ 1,700 bilhão 16%
 Lojas Renner R$ 835 milhões 7%
 Lojas Americanas R$ 703 milhões 17%
 Embratel R$ 619 milhões - 15%
 Cielo R$ 604 milhões Estreia no ranking
 Cyrela R$ 587 milhões 8%
 Caixa Econômica Federal R$ 563 milhões Estreia no ranking
 Oi R$ 514 milhões 9%
 Banrisul R$ 501 milhões - 22%
 Extra R$ 496 milhões Estreia no ranking
 Casas Bahia R$ 447 milhões Estreia no ranking
 Braskem R$ 422 milhões - 6%
 Pão de Açúcar R$ 389 milhões Estreia no ranking
 NET R$ 323 milhões  10%
 Ponto Frio R$ 232 milhões Estreia no ranking
 Hering R$ 209 milhões 45%

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.