Itaú quer dobrar número de agências com horário diferenciado

No ano passado, foram 459 unidades e para este exercício estão previstas mais 441, totalizando 900 agências 

Aline Bronzati, da Agência Estado,

11 de março de 2014 | 13h08

O Itaú Unibanco pretende em 2014 dobrar o número de agências com horário de atendimento diferenciado. No ano passado, foram 459 unidades e para este exercício estão previstas mais 441, totalizando 900 agências. O Itaú Unibanco conta atualmente com mais de 4,1 mil agências no total.   "Este é um avanço bom sob todos os aspectos. É uma conveniência também para os funcionários que conseguem adequar seus horários", avaliou Claudia Politanski, vice-presidente do Itaú Unibanco, responsável pela Ouvidoria da instituição.

O horário diferenciado varia conforme a agência, sendo que em alguns casos algumas unidades abrem mais cedo, às 8 horas, ou fecham mais tarde, às 20 horas. Se considerado o período total, são 10 horas de atendimento, de acordo com o banco.

Nas unidades disponíveis em aeroportos e shoppings, o horário foi alterado para das 12 horas às 20 horas.

"Nossos clientes não precisam mais perder o almoço para ir na agência", acrescenta Claudia, em conversa com a imprensa na manhã desta terça-feira, 11.

Ela conta que a implementação do horário diferenciado nas agências teve início com um projeto piloto no final de 2012 e foi implantado em 2013. A ampliação do número de agências é parte das ações do Itaú voltadas aos clientes e consumidores em 2014.

O banco também pretende, conforme Claudia, implantar ao longo deste ano um telefone nas agências com acesso à central de atendimento a cartões.

Hoje, esse serviço já está disponível em 2,6 mil agências e a ideia é expandir para outros produtos além de cartões, conforme ela.

No total, de acordo com Claudia, o Itaú assumiu nove compromissos de boas práticas com o consumidor para 2014 em torno do Plano Nacional de Consumo e Cidadania (Plandec) que já foram apresentados ao Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC).

No ano passado, o banco, primeira instituição do Brasil a entregar uma proposta concreta, conseguiu realizar todos os objetivos traçados. O resultado, conforme Claudia, foi a melhora nos índices de reclamações dos clientes. No ranking Procon-SP, o Itaú teve queda de 30% ante 9,8% do setor financeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Itaú Unibanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.