Itaú Unibanco compra Credicard por R$ 2,7 bi

Operação conta com uma base de 4,8 milhões de cartões de crédito

Aline Bronzati, da Agência Estado,

14 de maio de 2013 | 19h12

Texto atualizado às 20h10

SÃO PAULO - O Itaú Unibanco Holding fechou nesta terça-feira, 14, com o Banco Citibank, a aquisição do Banco Citicard e da Citifinancial Promotora de Negócios e Cobrança, responsáveis pela oferta e distribuição de produtos e serviços financeiros da marca Credicard, principalmente empréstimos pessoais e cartões de crédito, pelo valor de R$ 2,767 bilhões em dinheiro.

A operação conta com uma carteira de crédito (valor bruto) no valor de R$ 7,3 bilhões (data-base 31 de dezembro de 2012) e com uma base de 4,8 milhões de cartões de crédito.

O negócio não inclui os cartões American Airlines, Corporate, Credicard Platinum (exceto Credicard Exclusive) e os cartões com as marcas Citi e Diners.

De acordo com fato relevante do Itaú, as bases contratuais dos clientes da Credicard, atualmente existentes, não terão nenhuma alteração em decorrência da operação. A conclusão da operação e o efetivo pagamento dependerão da aprovação dos órgãos reguladores competentes.

O negócio confirma e reforça o foco do Itaú Unibanco em crescer em mercados estratégicos, avalia o presidente-executivo do banco, Roberto Setubal, em nota à imprensa. "Estamos muito felizes em anunciar mais uma operação que reflete nosso compromisso com o desenvolvimento do Brasil, através de maior oferta de crédito", ressaltou o executivo.

Com o negócio, o Itaú Unibanco, segundo Setubal, fortalece a sua participação no mercado de cartões de crédito e crédito ao consumidor. "As oportunidades de crescimento no País também passam pelo desafio de bancarização do brasileiro e o cartão de crédito é um dos principais instrumentos para este fim", afirma.

Desde o início das negociações, o Itaú já era visto como o player favorito pelo mercado para levar a Credicard. O interesse do banco no ativo se justifica pelo fato de já ter sido dono da empresa no passado. No final de 2006, o Itaú vendeu 50% da Credicard ao Citibank por R$ 280 milhões. Por isso, conhece bem o negócio que está colocando dentro de casa.

A partir da aquisição da empresa, o Itaú reforça sua atuação num segmento do qual já é líder. Com base nos números divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) em 2012, o banco tem hoje pouco mais de 35% deste mercado, sendo 28% das bandeiras tradicionais mais 7% da Hipercard. Seus principais concorrentes, Bradesco e Banco do Brasil dividem o segundo lugar com cerca de 21% de market share cada.

A partir da base de 4,8 milhões de clientes da Credicard, respondendo por cerca de 5% do setor de cartões, o Itaú salta para mais de 40% de participação neste mercado.

Tudo o que sabemos sobre:
itaucredicard

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.