Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Itaú Unibanco confirma saída de Roberto Setubal após 22 anos na presidência

A instituição também confirmou a nomeação de Candido Bracher, que atualmente comanda a diretoria de atacado do banco, como o novo presidente

Aline Bronzati, Broadcast

09 Novembro 2016 | 17h12

SÃO PAULO - O Itaú Unibanco confirmou, em comunicado ao mercado, a nomeação de Candido Bracher, que atualmente comanda a diretoria de atacado do banco, como presidente da instituição, sucedendo Roberto Setubal. Após mais de 22 anos liderando a organização, o executivo atingiu a idade limite de 62 anos para o exercício do cargo de Diretor Presidente.

A partir da próxima Assembleia Geral de Acionistas, que ocorre em abril de 2017, Setubal deixará a Presidência Executiva do Itaú e passará a atuar, em conjunto com Pedro Moreira Salles, como co-Presidente do Conselho de Administração da Companhia, conforme antecipou mais cedo o Broadcast. Com mais de 36 anos de experiência no mercado financeiro, Candido esteve ligado, nos últimos 28 anos, ao Itaú BBA.

"Desempenhar esta função, contando com o apoio e experiência do Pedro e do Roberto e podendo contar com os excelentes nomes que comporão o Comitê Executivo, é a atividade profissional mais estimulante que posso imaginar", afirma Candido Bracher, que tem 58 anos.

Para o lugar de Bracher na diretoria geral de atacado, o Itaú confirmou Eduardo Vassimon, atualmente vice-presidente da instituição.

"Essas mudanças que anunciamos hoje seguem um roteiro previsto e anunciado em 2013. Também refletem a confiança do Conselho de Administração na cultura gerencial e governança implantadas no banco, com o objetivo de institucionalizar a qualidade de gestão, sempre buscando a criação de valor de forma sustentável para nossos acionistas, colaboradores e clientes, contribuindo para a transformação e desenvolvimento do Brasil", afirma Setubal, em comunicado.

Marco Bonomi, que também alcançou a idade limite para o exercício do cargo de Diretor, passará de Diretor Geral de Varejo a membro do Conselho de Administração do Itaú. Em seu lugar, ficará Marcio Schettini.

O Itaú confirmou ainda, conforme antecipou o Broadcast, o retorno de Caio David ao Comitê Executivo do Itaú Unibanco como vice-presidente, respondendo pelas áreas de Riscos e Finanças, passando a responder como CFO e CRO da companhia. André Sapoznik, que atualmente ocupa o cargo de diretor, também foi confirmado na área de TI e Operações da instituição como vice-presidente.

Claudia Politanski permanece como vice-presidente das áreas de Pessoas, Jurídico e Ouvidoria, Comunicação Corporativa e Relações Institucionais e Governamentais.

"Com esse movimento, o Itaú renova seu compromisso com a meritocracia e a boa governança. Não são muitas as empresas que podem dar um passo desses, que reflete a profundidade do nosso banco de talentos e nossa convicção no valor da renovação. Desejo muito sucesso ao Candido e à sua futura equipe do Comitê Executivo, ao mesmo tempo em que recebo com muita alegria a missão de conduzir o Conselho de Administração ao lado do meu querido amigo Roberto", finaliza Pedro Moreira Salles. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.