Itaú Unibanco manteve pé no freio no crédito a veículos

O Itaú Unibanco seguiu reduzindo a oferta de crédito para a compra de veículos. De janeiro a março, o montante liberado somou R$ 48,532 bilhões, queda de 5,2% ante o quarto trimestre de 2012. Na comparação com 12 meses, a queda foi ainda maior, de 17,8%.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

30 de abril de 2013 | 08h49

O destaque positivo do segmento pessoa física foi o crédito pessoal, que cresceu 7,9% no final de março ante final de dezembro, para R$ 43,690 bilhões. Cartão de crédito e imobiliário registraram avanço de 1,8% e 6,2%, respectivamente e na mesma base de comparação. A carteira de crédito para pessoa física totalizou R$ 152,749 bilhões em março, elevação de 1,6% ante dezembro e de 2,4% em um ano.

Já a carteira de crédito para pessoa jurídica somou R$ 250,630 bilhões ao final do primeiro trimestre deste ano, aumento de 1,5% em relação aos três últimos meses de 2012. Em um ano, a alta foi de 9,2%. Neste segmento, o Itaú reduziu a oferta de recursos às pequenas e médias empresas. Esta linha atingiu R$ 86,946 bilhões, queda de 2,3% na comparação trimestral e de 3,4% em 12 meses.

Para grandes empresas, porém, o Itaú emprestou mais. Foram liberados R$ 163,684 bilhões de janeiro a março, cifra 3,6% maior do que a registrada no quarto trimestre de 2012. Em relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 17,2%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.