Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Itaú vende fabricante de produtos químicos por R$ 160 mi

Venda envolve a totalidade das ações da Elekeiroz detidas pela Itaúsa, de 98,2% e 95,0% das ações ordinárias e preferenciais, respectivamente

Fátima Laranjeira, O Estado de S.Paulo

26 Abril 2018 | 20h41

A Itaúsa, holding que controla o Itaú Unibanco, assinou nesta quinta-feira, 26, a venda da fabricante de intermediários químicos Elekeiroz para a empresa de investimentos H.I.G. Capital. O valor atribuído à empresa foi de R$ 160 milhões.

+ Para reforçar internacionalização, Itaú cria conselho para América Latina

A comercialização conclui uma negociação iniciada já há algum tempo. Em março, a Itaúsa concedeu à HIG a exclusividade nas negociações por 60 dias para possível venda do controle acionário da Eleikeiroz.

A venda envolve a totalidade das ações da empresa detidas pela Itaúsa, de 98,2% e 95,0% das ações ordinárias e preferenciais, respectivamente.

+ Passada a crise, bancos começam a procurar clientes para oferecer crédito

Na data de fechamento do negócio, a Itaúsa receberá o valor de R$ 0,95283 por ação, o qual estará sujeito a ajustes de acordo com as variações do capital de giro e do endividamento líquido da fabricante a serem apuradas após o fechamento da operação.

Segundo a Itaúsa, o valor de venda das ações poderá ser complementado a depender da performance ou venda de determinados ativos da Elekeiroz, incluindo imóveis não operacionais; recebimento de certas superveniências ativas e êxito em certos processos judiciais; e eventual atingimento, pelo Fundo, de certa taxa mínima de retorno.

A transação também foi realizada sob a condição de, após o fechamento, o Fundo realizar oferta pública para aquisição das ações remanescentes de emissão da Elekeiroz.

A Itaúsa afirmou que a transação está em linha com a estratégia da Itaúsa de revisão de seu portfólio de investimentos e não se espera que acarrete efeitos significativos no resultado da empresa neste exercício social.

 

Mais conteúdo sobre:
Itaú [banco]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.