Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Jaguar Land Rover escolhe o Brasil para abrigar seu primeiro hub global de inovação

Grupo com fábrica em Itatiaia (RJ), fez parceria com o Cubo Itaú e a Firjan para escolher startups que ajudarão a desenvolver programas em áreas como eletrificação e serviços digitais; ideia é implementar três projetos no fim do ano

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2022 | 18h41

A Jaguar Land Rover escolheu o Brasil para receber seu primeiro hub de inovação global. Em parceria com o Cubo e a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Estado que abriga a fábrica do grupo no País, o objetivo é selecionar startups e empresas locais de tecnologia para desenvolver projetos nas áreas de eletrificação, conectividade, serviços digitais, empresa inteligente, manufatura, cadeia de suprimentos e sustentabilidade.

O Brasil foi selecionado para a iniciativa por causa de sua “criatividade e do grande número de startups”, afirma François Dossa, diretor executivo de Estratégia e Sustentabilidade da Jaguar Land Rover no Reino Unido. O grupo é de origem britânica e hoje pertence à companhia indiana Tata Motors.

O diretor de Desenvolvimento de Negócios & Inovação Latam da Jaguar Land Rover, Gabriel Patini, acrescenta que o mercado brasileiro tem alcançado, nos últimos anos, uma maturidade muito importante com o crescimento da busca por produtos cada vez mais tecnológicos e sustentáveis.

“Diante dessa realidade, a escolha do Brasil como sede para o hub de inovação vai nos ajudar a focar esforços na busca pela inovação, e, consecutivamente, aumentar nossa representatividade neste mercado”, diz Patini.

Segundo Dossa, até o fim do ano a empresa espera ter de três a cinco projetos implementados “na vida real, ou seja, que já tenham passado pela fase de escolha das startups, de aprovação dos planos e realização dos testes”. O Cubo, fundado em São Paulo em 2015 pelo Itaú Unibanco, conecta startups com as melhores soluções de casos de inovação com o mercado demandante.

Chamada de Open Innovation (ou inovação aberta) a plataforma da Jaguar Land Rover também pretende unir as principais startups globais no desenvolvimento de projetos e ações de inovação em trabalhos colaborativos. Também foi anunciado nesta quarta-feira, 27, o lançamento de um hub de inovação no Reino Unido em parceria com a incubadora e aceleradora Plug and Play Tech Center. 

O hub ficará próximo às instalações da Jaguar Land Rover e se beneficiará de uma rede global de 30 mil startups e scaleups (startups mais avançadas) do ecossistema da plataforma para criar empregos e oportunidades para a economia digital. 

No hub brasileiro, Dossa afirma que a ideia é explorar tudo, desde baterias de segunda vida e economia circular até novas fintechs, insurtech e serviços digitais. As empresas brasileiras também terão conexão direta com futuros hubs da China, Israel e Índia.

Luxo moderno

Outro objetivo é contribuir e apoiar o que o grupo chama de visão de “luxo moderno” para o negócio da marca, que inclui, por exemplo, o desenvolvimento de veículos simples, mas perfeitos, com pouca informação e poucas cores no painel.

"Hoje, quando se entra em alguns carros, parece que vamos pilotar um avião”, diz Dossa. “O luxo moderno é o oposto, é simples, claro, confortável e deixa o usuário fica à vontade.” De acordo com ele, a empresa, criadora dos utilitários-esportivos (SUVs) vai inventar esse novo segmento.

O anúncio da estratégia de inovação aberta faz parte de um projeto global da Jaguar Land Rover que busca entregar o mais alto grau do luxo moderno aos clientes mais exigentes.

Ele ressalta que, ao colaborar com empresas inovadoras e especialistas do setor, o programa ajudará a empresa a identificar serviços digitais, produtos, ferramentas e processos que poderão contribuir para a criação de novas cadeias de valor para o negócio e, consecutivamente, para as metas internas da empresa, como, por exemplo, a redução de emissões até 2039.

A Jaguar Land Rover dará apoio ao recém-criado Smart Mobility Hub do Cubo, atuando no desenvolvimento de soluções inovadoras para transformar a maneira como as pessoas se deslocam nas grandes cidades. O acordo ajudará a criar um ecossistema na América Latina entre startups, fundos de capital de risco e corporações.

A Firjan, por sua vez, conectará startups para soluções inovadoras de fabricação automotiva e fornecerá acesso a laboratórios avançados para programas de P&D.

Dossa também afirma que, nos próximos cinco anos, a marca Land Rover vai lançar seis veículos elétricos, e o primeiro deles chegará ao Brasil em 2024. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.