Japão diz que agirá ‘decisivamente’ contra alta do iene se for necessário

Ministro do País qualifica a recente alta do iene como resultado de 'especulação' nos mercados

Agência Estado,

25 de outubro de 2011 | 22h32

O Japão "agirá decisivamente" contra a apreciação do iene quando julgar necessário, afirmou o ministro japonês das Finanças, Jun Azumi, depois de a moeda do país asiático ter atingido sua máxima histórica ante o dólar.

"Nós adotaremos medidas decisivas quando precisarmos agir", disse Azumi a jornalistas. Ele qualificou a recente alta do iene como resultado de "especulação" nos mercados.

O dólar caiu nesta terça-feira a sua mínima histórica ante o iene. A cotação chegou a 75,73 ienes por dólar. No fim da tarde, em Nova York, a cotação estava inalterada em relação a ontem, a 76,09 ienes por dólar. As informações são da Dow Jones. (Ricardo Gozzi)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.