Japão diz que supercomitê decepcionou mercados

Ministro das Finanças do Japão diz que os mercados têm dúvidas sobre se os políticos dos EUA e da Europa têm capacidade para lidar com problemas econômicos

Agência Estado,

21 de novembro de 2011 | 22h47

O ministro das Finanças do Japão, Jun Azumi, disse que os mercados ficaram "muito decepcionados" com o fato de o "supercomitê" do Congresso dos EUA não ter conseguido chegar a um acordo para uma redução de US$ 1,2 trilhão nos déficits do governo do país nos próximos dez anos.

"Posse ver que os mercados estão muito decepcionados. Acho que isso pode ter impacto no mercado de Tóquio", afirmou Azumi durante entrevista coletiva ao fim da reunião regular do gabinete de governo do Japão.

O ministro acrescentou que os mercados têm dúvidas sobre se os políticos dos EUA e da Europa têm capacidade para lidar com problemas econômicos. "A situação política do Japão é mais estável quando comparada à do resto do mundo", disse Azumi, destacando o fato de a Câmara do Japão ter aprovado um Orçamento suplementar de ? 12,1 trilhões nesta segunda-feira.

As informações são da Dow Jones. (Renato Martins)

Tudo o que sabemos sobre:
Déficit EUASupercomitêJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.