Japão mantém taxa básica de juros entre zero e 0,1%

Estabilidade dos mercados e crescente otimismo em relação à perspectiva econômica deram ao BOJ espaço para esperar os efeitos das medidas de afrouxamento anunciadas em outubro

Hélio Barboza, Agência Estado

25 de janeiro de 2011 | 08h17

O conselho de política monetária do Banco do Japão (BOJ, o banco central do país) decidiu manter sua política monetária frouxa. Ao final de sua reunião de dois dias, o conselho decidiu por unanimidade deixar a taxa básica de juros japonesa na faixa entre zero e 0,1%. A estabilidade dos mercados financeiros e o crescente otimismo em relação à perspectiva econômica deram ao BOJ espaço para esperar e medir os efeitos das "abrangentes medidas de afrouxamento" anunciadas em outubro.

O BOJ também manteve sua avaliação sobre a economia para janeiro, dizendo que ela "ainda mostra sinais de uma recuperação moderada, mas a recuperação parece estar tendo uma pausa". O banco central disse ainda que as exportações têm sido "um tanto fracas" - uma ligeira mudança no discurso em relação à reunião anterior, de dezembro, quando a autoridade monetária afirmou que as exportações estavam "estáveis".

Muitos economistas esperam que o banco central japonês flexibilize ainda mais sua política monetária neste ano - como, por exemplo, pela ampliação do novo mecanismo de compra de ativos -, especialmente se o iene subir de novo. Para prevenir os riscos de uma recessão, o BOJ introduziu no começo de outubro um programa de alívio monetário que inclui um novo plano de compra de ativos no total de 5 trilhões de ienes, bem como um corte na taxa de juros para a faixa de quase zero, ante 0,1% anteriormente. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
jurostaxa básicaJapãoBOJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.