Japonesa Hitachi se aproxima de acordo por ativos ferroviários da Finmeccanica

O conglomerado industrial italiano Finmeccanica disse nesta terça-feira que recebeu da japonesa Hitachi uma oferta de compra pelos ativos ferroviários que integram seus planos de cortar dívida.

REUTERS

18 de novembro de 2014 | 15h46

A Finmeccanica havia listado a Hitachi e a chinesa CNR Corporation para comprar a fabricante deficitária de trens AnsaldoBreda e sua cobiçada participação de 40 por cento no grupo de sinalização de ferrovias Ansaldo STS.

O maior grupo de defesa da Itália, que não mencionou a CNR em seu comunicado, disse que avaliaria a oferta da Hitachi com vistas a fechar um acordo até o fim do ano.

Nenhum detalhe financeiro foi revelado. Mais cedo nesta semana a agência japonesa de notícias Nikkei disse que a Hitachi deve oferecer cerca de 1,7 bilhão de dólares pelos ativos.

A venda da AnsaldoBreda e da Ansaldo STS é parte de um plano para reestruturar a endividada Finmeccanica e focar em seus negócios de defesa e espaço aéreo.

"A Hitachi está interessada em toda a fatia de 40 por cento na Ansaldo STS que atualmente vale cerca de 850 milhões de dólares", disse uma fonte próxima do assunto, acrescentando que parte dos recursos da venda podem ser usados pela Finmeccanica para dar melhor sustentação financeira à AnsaldoBreda.

(Por Stephen Jewkes)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASHITACHIFINMECCANICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.