JBS suspende operações em unidade de Rondônia por falta de matéria-prima

Segundo a companhia, os 267 funcionários da empresa podem optar por transferência para outras unidades da JBS

O Estado de S. Paulo

03 de junho de 2015 | 13h38

SÃO PAULO - A JBS decidiu suspender temporariamente as atividades da sua fábrica em Ariquemes, Rondônia. Em nota, a empresa afirma que a paralisação teve início nesta terça-feira, 2, e se deve "à baixa disponibilidade de matéria-prima em algumas regiões do País, que tem provocado um sistemático aumento da ociosidade na indústria nacional".

Segundo a companhia, os 267 funcionários da empresa podem optar por transferência para outras unidades da JBS em Rondônia ou mesmo em outros Estados. "Para aqueles que não aceitarem a transferência, a JBS promoverá o desligamento e consequente indenização trabalhista, dentro da legislação vigente", afirma a empresa no documento. A JBS informa que comunicou a suspensão das atividades ao sindicato local da categoria e afirma que ainda mantém operação em cinco unidades em Rondônia, nos municípios de Pimenta Bueno, Rolim de Moura, São Miguel do Guaporé, Porto Velho e Vilhena.

Em maio, a dificuldade em encontrar bois prontos para o abate também levou a JBS a suspender atividades em São José dos Quatro Marcos, em Mato Grosso. As paralisações motivaram ação civil pública por parte do Ministério Público do Trabalho do Estado (MPT-MT), que também inclui a unidade da JBS em Araputanga (MT). O processo foi julgado pelo juiz André Molina, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT - 23ª região), que decidiu impedir o frigorífico da JBS em Araputanga de realizar dispensa em massa sem negociação prévia com o sindicato local, sob pena de multa de R$ 10 milhões. A suspensão das atividades em São José dos Quatro Marcos foi mantida, considerada a justificativa de falta de matéria-prima.

A JBS não é a única do setor a paralisar operações por questões de mercado. Em janeiro deste ano, a Marfrig encerrou atividades em sua fábrica em Rio Verde (GO). Na ocasião, a companhia alegou que a suspensão foi decidida "por motivos estratégicos e de reavaliação de negócio, sem previsão para retomar as operações."

Tudo o que sabemos sobre:
economiaJBSRondônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.