Beto Barata/AE
Beto Barata/AE

Juro médio do crédito livre para pessoa física sobe para 42,2% em abril, diz BC

Aumento é reflexo do movimento do mercado de juros futuros, que acompanha as previsões para o comportamento da taxa Selic

Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

29 de abril de 2010 | 12h13

Consumidores e empresas começaram a pagar juro mais alto no crédito antes mesmo do início do movimento de aperto monetário iniciado ontem pelo Banco Central. Dados divulgados há pouco pelo chefe do Departamento Econômico, Altamir Lopes, mostram que a taxa média dos empréstimos subiu de 34,2% em março para 35% em abril, conforme levantamento preliminar com dados até o dia 15. O aumento dos juros está sendo liderado pelos empréstimos para pessoas físicas, cuja taxa média subiu de 41% para 42,2% entre março e 15 de abril.

Altamir explicou que o aumento é reflexo do movimento do mercado de juros futuros, segmento que acompanha as previsões para o comportamento da taxa Selic. Nas últimas semanas, diante da aceleração da inflação e com as apostas de que o BC iniciaria a subida do juro - fato confirmado na noite de ontem -, o mercado futuro passou a embutir a alta há várias semanas, o que encareceu o custo do dinheiro aos bancos, empresas e consumidores antes mesmo do anúncio do Comitê de Política Monetária (Copom).

Nos financiamentos para empresas, a taxa passou de 26,3% para 26,7% no mesmo período.

Apesar do movimento e da perspectiva de novos aumentos da Selic nos próximos meses, Altamir diz que ainda não é possível afirmar que os juros subirão de agora em diante. "O movimento de alta do juro reflete a curva de juros futuros, mas é preciso esperar mais dados para afirmar que há mudança de tendência", afirmou Altamir. 

Tudo o que sabemos sobre:
empréstimocréditojuroBanco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.