Justiça Federal proíbe Cielo de usar marca e ações desabam 6%

As ações da empresa de meios de pagamento Cielo caíam com força nesta terça-feira, após decisão da Justiça Federal no Rio de Janeiro que proibiu a companhia de usar a marca, em uma disputa com o nadador Cesar Cielo.

REUTERS

14 de outubro de 2014 | 16h21

Às 16h15, a ação da maior empresa de cartões do país caía 6,5 por cento na Bovespa, cotada a 38,58 reais. No mesmo instante, o Ibovespa avançava 0,1 por cento.

Consultada, a empresa afirmou que vai recorrer da decisão, que é de primeira instância.

(Por Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASCIELOJUSTICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.