Kia Motors diz que não tem planos de novas fábricas

A Kia Motors, segunda maior fabricante de carros sul-coreana, afirmou nesta quarta-feira que não tem planos de construir novas fábricas na Coreia do Sul ou no exterior e que se focará na qualidade dos produtos, apesar das preocupações de que sua limitada capacidade produtiva limite o crescimento das vendas.

REUTERS

28 de setembro de 2011 | 09h02

"Crescimento quantitativo é importante, mas crescimento qualitativo também é importante. Nós planejamos nos focar na melhora da qualidade de nossos produtos", afirmou o vice-presidente de conselho, Lee Sam-ung, durante lançamento do renovado subcompato Rio na Coreia do Sul.

"A demanda mundial por carros deve diminuir, mas lançaremos novos modelos, aumentaremos as promoções locais e melhoraremos a competitividade."

Lee também disse que a montadora "fará o máximo" para atingir a meta de vendas de 2011, de 2,5 milhões de carros, apesar da economia global complicada. O vice-presidente de conselho acrescentou que a empresa ainda não fixou meta de vendas para o próximo ano.

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSKIAMOTORSFABRICAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.