Klabin faz acordo com Valmet para ter linhas de secagem

A finlandesa Valmet anunciou nesta sexta-feira, 7, a formalização de uma carta de intenções com a Klabin referente à contratação de duas linhas de secagem de celulose que serão instaladas na fábrica da companhia brasileira em construção em Ortigueira, no Paraná. O valor do contrato não foi revelado, mas, segundo a Valmet, projetos com esse perfil estão avaliados entre 150 milhões e 200 milhões de euros.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

07 de março de 2014 | 10h09

O acordo envolve uma linha de secagem de celulose de fibra curta (eucalipto) com capacidade para até 3.500 toneladas diárias de celulose e outra linha com capacidade para até 1.300 toneladas diárias de celulose fluff, de fibra longa, além de outros equipamentos como cortadores e linhas de enfardamento. A fábrica da Klabin terá capacidade para produzir anualmente 1,1 milhão de toneladas de celulose de fibra curta e 400 mil toneladas por ano de fibra longa e deve entrar em operação no primeira semestre de 2016.

O acordo também inclui obras civis, além das atividades de comissionamento e treinamento de funcionários, entre outras iniciativas. A previsão da Valmet é de que o contrato com a Klabin gere 500 empregos, incluindo funcionários na Finlândia, na Suécia e no Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
KlabinValmet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.