Klabin lucra R$ 140,2 milhões no 1º tri, alta de 237%

A Klabin, maior fabricante de papéis do Brasil, encerrou o primeiro trimestre de 2011 com lucro líquido de R$ 140,202 milhões. O resultado representa uma expansão de 237% em relação ao lucro reportado em igual período do ano passado. O resultado divulgado pela companhia nesta manhã já considera os devidos ajustes ao padrão IFRS de contabilidade. Por causa desse ajuste, os dados do primeiro trimestre de 2010 foram revisados.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

28 de abril de 2011 | 10h56

O Ebitda (lucro ante de juros, impostos, depreciação e amortização) trimestral da companhia no período, de R$ 249,350 milhões, é 3% superior ao indicador do primeiro trimestre do ano passado, que foi de R$ 242,079 milhões. A margem Ebitda, entretanto, caiu de 29% no início de 2010 para 26% nos três primeiros meses deste ano.

A receita operacional líquida no trimestre somou R$ 957,005 milhões, expansão de 13% sobre os três primeiros meses do ano passado, quando era R$ 844,385 milhões

Tudo o que sabemos sobre:
papelceluloseKlabinbalançolucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.