Klabin registra lucro de R$ 333 mi em 2009

A Klabin, fabricante de papéis, registrou lucro líquido de R$ 333 milhões em 2009, ante prejuízo de R$ 349 milhões no ano anterior. A empresa informou que as demonstrações do ano passado contemplam o efeito da adesão ao Programa de Parcelamento Fiscal (Refis) do governo federal, que inclui débitos em discussão de aproximadamente R$ 862 milhões e que, após a aplicação das regras do programa, foram reduzidos para cerca de R$ 335 milhões. O efeito da adesão ao Refis foi uma redução de R$ 299 milhões no lucro líquido do exercício.

FÁTIMA LARANJEIRA, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 09h11

A receita líquida na comparação entre os períodos caiu 4%, para R$ 2,960 bilhões. O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) somou R$ 747 milhões em 2009, alta de 3% em relação ao ano anterior. A margem Ebitda aumentou de 24% em 2008 para 25% no ano passado. O endividamento líquido da companhia caiu 31%, de R$ 3,748 bilhões em 2008 para R$ 2,569 bilhões no encerramento do ano passado. Os dados referentes ao balanço já consideram os ajustes à nova lei contábil (nº 11.638/07).

Tudo o que sabemos sobre:
papel, Klabin, balanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.