Kroton/Anhanguera prometem vender duas instituições

A Kroton e a Anhanguera informam que o Acordo em Controle de Concentrações (ACC) fechado nesta quarta-feira, 14, com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) inclui, além da obrigação de vender a Uniasselvi, alienar também outras duas instituições de ensino superior que oferecem cursos presenciais em Rondonópolis e Cuiabá.

FÁTIMA LARANJEIRA, Agencia Estado

14 de maio de 2014 | 15h13

As duas empresas ainda assumiram, com o ACC, o compromisso de limitar o número de alunos que poderá ser captado por suas bandeiras em determinados cursos EAD em 48 municípios específicos, até 2017.

"Além disso, e pelo mesmo período, as companhias se comprometeram a não utilizar concomitantemente suas bandeiras para captar novos alunos em determinados cursos EAD em municípios nos quais ambas venham a atuar", afirmam em fato relevante divulgado hoje.

De acordo com as empresas, com relação aos cursos EAD/municípios não afetados pelo compromisso, as atividades de Unopar e Uniderp permanecem inalteradas, inclusive no que se refere a seus respectivos planos de expansão. "As companhias também assumiram o compromisso de investir na capacitação de professores e tutores, reiterando seu compromisso contínuo de oferecer ensino de qualidade a seus alunos."

Tudo o que sabemos sobre:
KrotonAnhangueraCade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.