Latam muda malha de voos internacionais

Empresa aérea cortou voos para Miami de Manaus e Belo Horizonte; voos para Colômbia e Peru foram ampliados

Marina Gazzoni, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2015 | 02h03

O grupo Latam Airlines, formado pela fusão da brasileira TAM com chilena LAN, redefiniu sua malha de voos internacionais, priorizando mercados em que a demanda está mais aquecida. Entre os ajustes anunciados, o grupo cortou voos que partem de Belo Horizonte e Manaus, mas ampliou as frequências a partir de Fortaleza e Brasília.

"A dimensão do grupo, presente em diversos países da América Latina, nos permite abrir novas rotas mais promissoras, realizar remanejamentos estratégicos e, ainda, promover readequações nos mercados onde há retração da demanda", afirmou, em comunicado, a presidente da TAM, Claudia Sender.

A TAM cancelou a rota de Belo Horizonte para Miami, que tinha três frequências semanais, a partir de março de 2016. A empresa também reduziu de cinco para quatro voos semanais a linha Manaus-Miami. Já o voo de São Paulo para Orlando perderá quatro das atuais 11 frequências semanais.

A empresa vai aumentar de três para sete os voos semanais de Brasília para Orlando, fortalecendo seu centro de conexões (hub) no aeroporto da capital federal. Outro reforço será feito na linha entre São Paulo e Barcelona, que será diária a partir de junho de 2016.

A Latam anunciou novas rotas a partir da Colômbia e do Peru para diferentes países latinos, entre eles o Brasil, em uma tentativa de aproveitar o crescimento econômico na região. A empresa também reafirmou seu interesse em lançar, em 2016, um voo de São Paulo para Johannesburgo.

 

Mais conteúdo sobre:
AviaçãoTamLatam

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.