Leilão ferroviário deve ocorrer no 1º semestre, diz EPL

O diretor presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Paulo Sérgio Passos, afirmou nesta quarta-feira, 19, que o leilão ferroviário entre Lucas do Rio Verde (MT) e Campinorte (GO) deve acontecer ainda no primeiro semestre deste ano. Embora o modelo de concessão de ferrovias proposto pelo governo federal seja inovador no País, Passos afirmou que há condições para que esse prazo seja viável. A princípio, a intenção do governo era realizar o leilão ainda neste primeiro trimestre.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

19 de março de 2014 | 19h04

Em relação a novos trechos, por outro lado, o executivo adotou um tom mais cauteloso. "A partir do chamamento do governo para que o setor privado desenvolva seus estudos, as empresas vão gastar um período natural, de quatro a seis meses", afirmou o executivo, sinalizando que não está descartado que o leilão entre Mato Grosso e Goiás seja único neste ano.

O trecho entre Lucas do Rio Verde e Campinorte, de aproximadamente 800 quilômetros de extensão, deve demandar investimento da ordem de R$ 6 bilhões.

Passos participou nesta quarta do "Fórum Brasil: Diálogos para o Futuro", promovido pela Carta Capital.

Tudo o que sabemos sobre:
concessõesferroviaEPL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.