Leite: preço pago ao produtor cai 0,20% em agosto, mostra Cepea

São Paulo, 31 - A ocorrência de chuvas em agosto na Região Sul favoreceu a produção de leite, em particular no Rio Grande do Sul e no Paraná. Em contrapartida, nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste predominou a estiagem e a oferta do produto foi pequena, conforme avaliação mensal do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP. Segundo o Cepea, o mercado se ajusta com a proximidade da safra, com os preços do leite apresentando comportamento distinto entre as regiões produtoras. Na média, porém, os produtores de leite receberam em agosto, pelo leite entregue em julho, o equivalente a R$ 0,5565/litro, correspondendo a ligeira queda de 0,20% em relação ao mês anterior. Segundo os pesquisadores do Cepea, apesar da aparente estabilidade nos preços, observa-se uma maior variação entre os valores máximos e mínimos pagos ao produtor, o que de certa forma indica a tentativa dos laticínios de manterem o custo médio da matéria-prima mais baixo. Outro fator que pesa para esta queda do valor médio é o aumento no número de pequenos produtores neste fim de entressafra. Em algumas praças, como em São Paulo, cujos preços apresentavam-se defasados em relação aos do restante do País, a pesquisa do Cepea registrou alta significativa de 9% no Vale do Paraíba e de 8% em São José do Rio Preto, chegando ao nível de R$ 0,54 e de R$ 0,60/litro, respectivamente. Os pesquisadores alertam, porém, que a entrada de derivados da Região Sul do País preocupa os laticínios de São Paulo, já que os preços desses produtos começam a dar sinais de queda na capital e no interior, mostrando um aperto na margem de comercialização das unidades paulistas. Em Minas Gerais e Goiás, onde os preços estavam em níveis relativamente elevados, houve um desaquecimento em agosto, avalia o Cepea. O litro voltou para a casa dos R$ 0,55. Os pesquisadores ressaltam que, apesar da queda no preço bruto pago ao produtor, muitos laticínios estão negociando os valores líquidos com os produtores, sendo ambos os Estados que apresentam a menor diferença entre o preço líquido e o bruto. Com cenário de estabilidade nos preços ao produtor e uma ligeira queda dos derivados, os produtores estão apreensivos em relação aos próximos meses, uma vez que as chuvas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste ainda não são suficientes para a produção de leite somente a pasto. Considerando os custos da dieta à base de cana picada, o Cepea estima que, para as vacas com uma produção diária de 15 litros, os custos somente com a dieta estejam por volta dos R$ 0,22/litro. Para dietas à base de silagem de milho, a estimativa do custo para o mês de agosto é de R$ 0,30/litro, ou seja, cerca de 47% do preço bruto recebido pelo produtor é destinado para alimentação das vacas em lactação. Acompanhe a seguir os preços pagos aos produtores: LEITE TIPO C - PREÇOS PAGOS E RECEBIDOS PELO PRODUTOR EM AGOSTO (R$/LITRO) -------------------------------------------------------------------PREÇO BRUTO LÍQUIDO* VAR%UF Mesorregião Máximo Mínimo Média Média JUL/AGO-------------------------------------------------------------------RS Noroeste 0.6300 0.4250 0.5683 0.5289 2.25%RS Nordeste 0.6000 0.4600 0.5400 0.5076 -1.82%RS Metropolitana Porto Alegre 0.5700 0.4700 0.5200 0.4643 0.08%Média Estadual - RS 0.6700 0.4000 0.5545 0.5102 1.40%PR Centro Oriental Paranaense 0.6200 0.4500 0.5754 0.5217 -1.51%PR Oeste Paranaense 0.5999 0.4513 0.5044 0.4536 -1.55%PR Norte Central Paranaense 0.6500 0.5000 0.5493 0.4993 -0.02%Média Estadual - PR 0.6500 0.3800 0.5339 0.4800 0.29%-------------------------------------------------------------------SP São José do Rio Preto 0.6800 0.4600 0.6133 0.5498 8.37%SP Macro Metropolitana Paulista 0.6700 0.4310 0.5936 0.5644 5.88%SP Vale do Paraíba Paulista 0.5800 0.4700 0.5456 0.4909 9.31%Média Estadual - SP 0.7240 0.4000 0.5925 0.5393 7.01%-------------------------------------------------------------------MG Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba 0.7020 0.4161 0.5984 0.5584 3.92%MG Sul/Sudoeste de Minas 0.6644 0.4400 0.5703 0.5442 5.69%MG Metropolitana de BH 0.6903 0.5100 0.5879 0.5873 -3.33%Média Estadual - MG 0.7020 0.4100 0.5518 0.5235 -3.34%-------------------------------------------------------------------GO Centro Goiano 0.6903 0.4100 0.5660 0.5629 -5.14%GO Sul Goiano 0.6600 0.4100 0.5462 0.5339 -2.67%Média Estadual - GO 0.6903 0.4100 0.5539 0.5452 -3.67%-------------------------------------------------------------------BA Centro Sul Baiano 0.5500 0.3800 0.4563 0.4210 -1.44%BA Sul Baiano 0.5500 0.3500 0.5135 0.4662 6.01%Média Estadual - BA 0.5500 0.3500 0.4793 0.4365 2.04%-------------------------------------------------------------------MÉDIA NACIONAL 0.7240 0.3500 0.5565 0.5271 -0.20%------------------------------------------------------------------- * Preço Líquido: descontados frete e INSS (preço recebido) Fonte: Cepea-Esalq/USP (Tomas Okuda)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.