Libra assina afretamento de plataforma para testes no pré-sal, diz Petrobras

A Petrobras disse nesta quinta-feira que o consórcio Libra assinou carta de intenção com a Odebrecht/Teekay para afretar uma plataforma do tipo FPSO projetada para a campanha de testes de longa duração no pré-sal da Bacia de Santos.

REUTERS

09 de outubro de 2014 | 21h11

O consórcio de Libra é uma parceria entre a Petrobras com Shell, Total e as chinesas CNPC e CNOOC e tem como gestora a recém-criada empresa estatal Pré-Sal Petróleo S.A. A FPSO é uma plataforma que produz, armazena e transfere óleo.

Segundo o comunicado, a entrega do FPSO e o início do primeiro teste de longa duração estão previstos para o quarto trimestre de 2016.

"A previsão é que sejam realizados testes em várias áreas do bloco, com o objetivo de avaliar o comportamento da produção e adquirir informações sobre a área", diz trecho do documento.

De acordo com a Petrobras, a plataforma terá capacidade para processar até 50 mil barris de petróleo por dia e capacidade de injeção de gás de 4 milhões de cúbicos diários. A maioria do gás produzido será reinjetado no reservatório para manter a pressão.

(Por Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
PETROBRASLIBRAPLATAFORMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.