Líderes dos EUA discutem alternativa para o caso de ‘supercomitê’ falhar

Democratas e republicanos analisam fazer um acordo menor do que a meta de US$ 1,2 trilhão em cortes de despesas

Renato Martins, da Agência Estado,

18 de novembro de 2011 | 19h14

Fontes dos dois partidos norte-americanos disseram ao Wall Street Journal que os líderes republicanos e democratas no Congresso iniciaram conversas informais sobre um acordo menor para a redução dos déficits do governo, buscando um "plano B" para o caso de o "supercomitê" encarregado de produzir um acordo não consiga fazê-lo.

As conversas, entre os gabinetes do presidente da Câmara, John Boehner (Republicano/Ohio) e do líder da maioria no Senado, Harry Reid (Democrata/Nevada), não buscam alcançar a meta de US$ 1,2 trilhão em cortes de despesas, necessária para evitar reduções automáticas; em lugar disso, eles pretendem fazer um acordo menor, que reduza o impacto daqueles cortes.

Os dois lados dizem ter esperança de que o "supercomitê" consiga um acordo até esta quarta-feira, mas as divergências entre democratas e republicanos são grandes, principalmente quanto a propostas de elevação de impostos e de cortes nos gastos sociais.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
supercomiteacordodéficitsgovernoeua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.