Light anuncia Projeto Smart Grid no valor de R$ 749,2 mi

O conselho de administração da Light aprovou, no último dia 9, a contratação do fornecimento de equipamentos e serviços para automação de redes áreas e subterrâneas por um sistema integrado, utilizando redes e dispositivos inteligentes (Projeto Smart Grid), em sua subsidiária Light Serviços de Eletricidade. Conforme o fato relevante, o fornecedor escolhido para prover os equipamentos e serviços foi a Landis+Gyr Equipamentos de Medição, e o contrato a ser assinado totaliza um investimento de R$ 749,249 milhões.

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

16 de maio de 2014 | 11h01

Com o projeto, a companhia prevê a aquisição de 1 milhão de medidores eletrônicos de energia. A substituição progressiva da atual plataforma de medidores de energia se dará ao longo dos próximos cinco anos, iniciando ainda em 2014, com aproximadamente 200 mil unidades instaladas por ano.

A Light também informa, no comunicado, que "a construção de um sistema de comunicação confiável, em nuvem, com ampla cobertura dos dispositivos de medição e automação, permitirá análises em tempo real, contribuindo diretamente para a redução de perdas não técnicas e inadimplência, além da melhoria da gestão e qualidade dos dados".

Tudo o que sabemos sobre:
LightProjeto Smart Grid

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.