Light lucra 46% mais por corte em despesas financeiras

A Light reportou lucro líquido de R$ 58,2 milhões no segundo trimestre, o que representa alta de 46,2% ante o mesmo período do ano passado. Segundo comunicado da companhia distribuído na noite desta terça-feira, o crescimento do lucro ocorreu pela redução em despesas financeiras e pelo desempenho operacional dos segmentos de distribuição e de geração.

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

13 de agosto de 2013 | 18h33

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado foi de R$ 277,9 milhões entre abril e junho, montante 8,9% acima do alcançado em igual intervalo de 2012, explicado principalmente, segundo a companhia, "pela descontratação da energia da Light Energia vendida anteriormente no mercado regulado e que agora está contratada no mercado livre a preços mais elevados".

A margem Ebitda ficou em 16,6% no segundo trimestre deste ano, avanço de 0,9 ponto porcentual.

O Ebitda ajustado, que inclui os ativos e passivos regulatórios (CVA), totalizou R$ 397,2 milhões no segundo trimestre, aumento 20,1% na mesma base de comparação.

A receita líquida da Light alcançou R$ 1,671 bilhão entre abril e junho, 2,6% acima do verificado na mesma etapa de 2012. A empresa ressaltou que todos os segmentos de negócio apresentaram aumento de receita no período, com destaque para a atividade de comercialização, que cresceu 144,2%.

Tudo o que sabemos sobre:
Light

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.