Liminar requerida pela ALL foi indeferida, informa Cosan

A Cosan comunicou nesta sexta-feira, 11, que o pedido de liminar requerido nos autos da medida cautelar ajuizada pela ALL em face da Rumo Logística, controlada da companhia, foi indeferido de plano pela juíza da 38ª Vara Cível de São Paulo e que a Rumo ingressou com pedido de arbitragem contra a ALL, dentre outras medidas administrativas e judiciais. Segundo a companhia, a arbitragem visa fazer valer seus direitos contratuais e para que a ALL cumpra com o acordo firmado em 2009 e seus aditivos, inclusive o 4º e o 5º aditivo aos contratos celebrados entre as partes em 31 de maio de 2013.

VANESSA STECANELLA, Agencia Estado

11 de outubro de 2013 | 12h45

"A Cosan reitera que a Rumo sempre cumpriu com suas obrigações contratuais tendo investido mais de R$ 1,1 bilhão neste projeto logístico desde sua criação", destaca comunicado.

Na manhã de ontem, a ALL informou ter adotado medidas legais para discutir os contratos do grupo com a Rumo. À tarde, a companhia divulgou nota na qual afirma que os volumes previstos no acordo são prejudicados por conta de restrições de capacidade nos terminais portuários da Rumo, que não apresentam produtividade condizente com o projeto, e na ferrovia. De acordo com o comunicado, os problemas na malha ferroviária estão alheios aos esforços da companhia, como a não obtenção do licenciamento ambiental em trechos ferroviários cuja duplicação é essencial ao atendimento da Rumo.

Tudo o que sabemos sobre:
CosanALLliminar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.