LLX tem autorização para obra do canal do Porto do Açu

A LLX e a OSX, empresas do grupo do empresário Eike Batista (EBX), obtiveram autorização da Marinha do Brasil para a implantação de um "canal onshore" na área onde está sendo construído o Porto do Açu, no norte fluminense. A informação foi divulgada hoje em nota divulgada pelas duas companhias.

ALEXANDRE RODRIGUES, Agencia Estado

17 de dezembro de 2010 | 14h13

O canal viabilizará a área para a construção do estaleiro da OSX, empresa voltada para a construção naval e de equipamentos para a exploração de petróleo. O estaleiro, uma parceria da OSX com o grupo coreano Hyundai, será o maior das Américas.

Segundo a nota, o canal contará com cerca de sete quilômetro de cais e mais de 20 berços para a atracação de navios. A área de cerca de 8 milhões de metros quadrados permitirá duplicar a capacidade original do projeto do Porto do Açu, da LLX, que será um dos maiores do mundo.

"Esta divulgação representa um passo fundamental na consolidação do Complexo Industrial do Superporto do Açu que, com esta expansão, poderá atender a uma crescente demanda de empresas atraídas pela sua localização estratégica, eficiente integração logística e sinergias industriais, sempre de acordo com os mais altos padrões de tecnologia e de sustentabilidade que norteiam a atuação empresarial do Grupo EBX", afirmou Otávio Lazcano, diretor-presidente da LLX.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoestaleiroLLXOSXPorto do Açu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.