Logística: governo estuda proposta de ferrovias sobre investimento

Brasília, 25 - O governo está estudando uma proposta das empresas ferroviárias de vincular os R$ 350 milhões das concessões, pagos anualmente por elas, a obras no setor. As empresas pretendem fazer os investimentos e abater os gastos dos valores que seriam pagos ao governo, sem que o dinheiro tenha que passar pelo Tesouro. Segundo o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, o assunto foi discutido na semana passada com os ministros da Fazenda, Antonio Palocci, do Planejamento, Guido Mantega, da Casa Civil, José Dirceu, e com o presidente do BNDES, Carlos Lessa, Foi criada uma comissão formada pelos secretários-executivos dos ministérios para analisar a viabilidade e a necessidade dessa alternativa. Nascimento, que é crítico da forma como foi feita a privatização das ferrovias, argumentou que é necessário fazer uma "avaliação profunda" dos contratos de concessão para saber se as concessionárias estão cumprindo com os compromissos previstos nos contratos, realizando os investimentos exigidos. Ele disse que é preciso que os contratos sejam cumpridos e que a concessão seja retirada de quem não cumprir. Nascimento afirmou ainda que é necessário ver se as obras que as empresas pretendem realizar com recursos da concessão são realmente do interesse do governo. "Se for também do interesse das empresas, elas também têm que participar", afirmou. O ministro esclareceu, no entanto, que esses investimentos em estudo são adicionais aos previstos nos contratos de concessão. (José Ramos)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.