Lowe dita ânimo com economia dos EUA e índices sobem

As bolsas de valores dos Estados Unidos subiram nesta segunda-feira, à medida que resultados melhores que o esperado da Lowe --segunda maior rede de lojas de reforma e construção do país-- ajudaram a estimular a compra de ações de maneira coletiva, por esperanças de que a recessão esteja arrefecendo e o gasto dos consumidores se estabilizando.

EDWARD KRUDY, REUTERS

18 de maio de 2009 | 18h17

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 2,85 por cento, para 8.504 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 3,11 por cento, para 1.732 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 3,04 por cento, para 909 pontos.

O otimismo de investidores se estendeu para todos os setores, incluindo incorporadoras, bancos, companhias de energia e varejistas. Comentários positivos de uma corretora sobre o Bank of America, cujas ações tiveram alta de 10 por cento, a 11,73 dólares, impulsionaram os papéis financeiros, enquanto os preços em alta do petróleo melhoraram as perspectivas para empresas do setor de energia.

As ações da Lowe subiram 8,1 por cento, para 19,94 dólares, após a companhia elevar suas previsões para o ano, devido a sinais de que a queda nos mercados de casas deve estar enfraquecendo.

Esse otimismo ajudou a levantar os papéis da rival da Lowe, Home Depot, que avançaram 6,6 por cento, valendo 26,02 dólares, um dia antes de a companhia divulgar seus resultados.

"Os números da Lowe vêm num momento em que os mercados estão confiando numa recuperação", disse Steve Goldman, estrategista de mercado na Weeden & Co em Greenwich, Connecticut. "Eles mostram que os gastos dos consumidores têm sido em geral um pouco mais fortes que muita gente achava".

O índice S&P 500 recentemente se distanciou das mínimas de fechamento de 12 anos, atingidas em 9 de março, avançando 37,4 por cento até o fechamento de 8 de maio.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.