Lucro ajustado da Shell sobe 42% no 3º trimestre

A companhia anglo-holandesa Shell anunciou hoje que seu lucro ajustado para o terceiro trimestre subiu 42%, mais que o previsto, impulsionados pelas altas nos preços do petróleo e do gás natural. Já o lucro líquido no trimestre ficou em US$ 6,98 bilhões, mais que o dobro dos US$ 3,46 bilhões registrados há um ano. A receita do grupo ficou em US$ 123,41 bilhões, em comparação com US$ 90,71 bilhões no terceiro trimestre de 2010.

GABRIEL BUENO, Agencia Estado

27 de outubro de 2011 | 12h42

Os resultados mostram que a companhia obtém retornos por pesados investimentos em nova infraestrutura. Alguns desses investimentos permitem que a empresa transforme hidrocarbonetos menos valiosos, como gás natural e areias betuminosas, em combustíveis de transporte de alta qualidade e em lubrificantes.

A Shell também informou que continuará a vender ativos que não são essenciais para seu negócio principal. A empresa já vendeu US$ 6,2 bilhões de ativos até agora este ano, sendo que desse montante US$ 1,8 bilhão foi vendido no terceiro trimestre.

A companhia também retomou seu programa de recompra de ações, comprando US$ 800 milhões de seus próprios papéis durante o terceiro trimestre, enquanto os mercados financeiros estiverem fracos, disse o executivo-chefe Peter Voser. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Shellbalançolucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.