Lucro da AmBev sobe 32,2% no 1o tri com vendas maiores no Brasil

A AmBev teve lucro líquido consolidado de 1,613 bilhão de reais no primeiro trimestre, o que representa uma alta de 32,2 por cento em relação ao ganho apurado um ano antes, com expressivo aumento nos volumes de vendas de cerveja e refrigerantes no Brasil, principal mercado da companhia.

REUTERS

07 de maio de 2009 | 08h30

Segundo a empresa, as vendas de cerveja no mercado brasileiro avançaram 7,6 por cento em volume nos três primeiros meses de 2009 ante igual intervalo do ano passado, enquanto as de refrigerantes tiveram expansão de 12,6 por cento.

Esse desempenho, conforme a AmBev, foi resultado do aumento da renda disponível ao consumidor, da desaceleração da inflação de alimentos, do clima melhor no período e de um calendário favorável do Carnaval.

Apesar disso, a administração da empresa disse que tem "observado uma tendência de desaceleração nos volumes da indústria na maioria dos mercados" em que a companhia atua, como resultado da situação econômica mundial.

A receita consolidada da AmBev no primeiro trimestre foi de 5,656 bilhões de reais, crescimento de 17 por cento na comparação anual.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) somou 2,800 bilhões de reais, ante 2,103 bilhões de reais há um ano. A margem Ebitda subiu 6 pontos percentuais, atingindo os 49,5 por cento.

(Por Cesar Bianconi)

Tudo o que sabemos sobre:
ALIMENTOSAMBEVRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.