Lucro da Apple cai 22% e soma US$ 6,9 bilhões

A Apple anunciou, na tarde desta terça-feira, 23, um lucro líquido de US$ 6,9 bilhões (US$ 7,47 por ação) no terceiro trimestre fiscal, encerrado em 30 de junho, 22% menor do que o lucro de US$ 8,8 bilhões (US$ 9,32 por ação) no mesmo período do ano passado. O resultado, porém, superou as expectativas dos analistas, que previam lucro por ação de US$ 7,32. A receita da companhia subiu levemente para US$ 35,3 bilhões, ante US$ 35 bilhões há um ano. As vendas de iPhones cresceram em bases anuais, atingindo um recorde para o trimestre, mas as vendas de iPads e dos computadores pessoais Macs recuaram.

Agencia Estado

23 de julho de 2013 | 18h16

A margem bruta da Apple recuou para 36,9%, em comparação com 42,8% há um ano, enquanto as vendas internacionais representaram 57% da receita da companhia.

A Apple vendeu 31,2 milhões de iPhones no trimestre - um recorde para os três meses até junho - ante 26 milhões no mesmo período do ano passado. Já as vendas de tablets iPads tiveram queda para 14,6 milhões, de 17 milhões há um ano, e as vendas de Macs totalizaram 3,8 milhões, de 4 milhões no mesmo trimestre do ano passado.

"Estamos particularmente orgulhosos do nosso recorde de vendas de iPhone nesse trimestre, de mais de 31 milhões, e do forte crescimento da receita com o iTunes", disse Tim Cook, presidente da Apple.

Para o quarto trimestre fiscal de 2013, a Apple projeta receita entre US$ 34 bilhões e US$ 37 bilhões e margem bruta entre 36% e 37%.

A reação dos investidores ao resultado da Apple foi positiva, com as ações subindo 4,74% no after hours. No pregão tradicional, os papéis da companhia encerraram com queda de 1,72%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Applebalanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.