Lucro da Basf recua 4,3%, mas supera expectativas

A fabricante alemã de produtos químicos Basf informou hoje que seu lucro líquido no terceiro trimestre recuou 4,3% na comparação anual, para 1,19 bilhão de euros. No entanto, o resultado ultrapassou a previsão de analistas de queda de 6%, para 1,18 bilhão de euros. A receita subiu 12% ante igual período do ano anterior, a 17,61 bilhões de euros, ante expectativa de aumento de 10%, para 17,39 bilhões de euros.

GABRIELA MELLO, Agencia Estado

27 de outubro de 2011 | 10h26

O Ebit (lucro antes de juros e impostos) no terceiro trimestre caiu 11% frente ao mesmo intervalo do ano anterior, para 1,96 bilhão de euros, mas ainda ficou acima dos 1,91 bilhão de euros esperados por analistas consultados pela reportagem. A companhia disse que conseguiu repassar a forte alta dos custos das matérias-primas para os preços de venda em quase todas as divisões.

A Basf espera que seus clientes continuarão reduzindo os estoques e adiando os pedidos, na esperança de recuo dos preços no último trimestre do ano em meio às turbulências do mercado e aos temores sobre as perspectivas econômicas globais. "Nós estamos administrando nossos estoques em conformidade e continuamos com os nossos programas de corte de gastos", disse Kurt Bock, executivo-chefe da maior companhia química do mundo em termos de vendas, em um comunicado.

Entretanto, o grupo alemão ainda prevê que o faturamento e o lucro em 2011 excedam significativamente os níveis do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Basfbalançolucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.