Lucro da Bayer avança para US$ 900 mi no 3º trimestre

O conglomerado alemão de produtos químicos e farmacêuticos Bayer anunciou hoje que seu lucro líquido mais que dobrou para 642 milhões de euros (US$ 900,08 milhões) no terceiro trimestre, ante 285 milhões de euros (US$ 399,6 milhões) apurados no mesmo intervalo do ano anterior e 547 milhões de euros (US$ 767,1 milhões) esperados por analistas.

GABRIELA MELLO, Agencia Estado

27 de outubro de 2011 | 10h01

Já a receita da companhia subiu apenas 4,8% no período, para 8,67 bilhões de euros (US$ 12,16 bilhões), ligeiramente abaixo da expectativa de 8,71 bilhões de euros (US$ 12,22 bilhões). O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) antes de itens extraordinários foi de 1,81 bilhão de euros (US$ 2,54 bilhões), alta de 8,5% em relação ao terceiro trimestre do ano anterior e também superior aos 1,69 bilhão de euros (US$ 2,37 bilhões) estimados pelo mercado.

A Bayer reiterou a meta para este ano, à medida que os fortes negócios em mercados emergentes resultaram em um lucro operacional melhor que o esperado. O grupo ainda prevê que as vendas, ajustadas por efeitos cambiais e de portfólio, cresçam entre 5% e 7% em 2011. O Ebitda antes de itens extraordinários deve subir acima de 7,5 bilhões de euros.

Enquanto a unidade agrícola da empresa, a CropScience, continuou sendo beneficiada pela alta das commodities, o resultado da divisão de plásticos, a MaterialScience, foi prejudicado por elevadas despesas com energia e por gastos maiores com matéria-prima. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Bayerbalançolucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.